domingo, 7 de dezembro de 2014

La U derrota La Calera e conquista o Torneio Apertura Chileno

Universidad de Chile garante vaga e será adversária do Inter na Libertadores Twitter/Reprodução/

A Universidad de Chile venceu o La Calera neste sábado, por 1 a 0, em jogo válido pela última rodada e ficou com o título do Torneio Apertura do Campeonato Chileno.

O gol do título foi marcado por Canales de penal aos 44 minutos do segundo tempo.


Hospedagem de sites com planos gigantes a partir de R$14,90, 10GB de espaço, 150Gb de tráfego de

Leia mais...

Josh Samman nocauteia Eddie Gordon com chute alto espetacular no UFC 181

O peso-médio Josh Samman tentou muito, e finalmente conseguiu aplicar um nocaute com um chute alto sensacional em Eddie Gordon, vencendo o penúltimo duelo do card preliminar do UFC 181 a 3m08s do segundo round. Esta foi a 11ª vitória de Samman em 13 lutas na carreira, e a segunda no UFC. Já Eddie Gordon sofreu a segunda derrota em nove lutas como profissional.
- Quase desisti da luta em alguns momentos, mas consegui conquistar o nocaute com aquele chute. Desde que eu cheguei a Las Vegas, sabia que venceria essa luta. Muita gente não sabe o que eu e minha família passamos até chegar aqui. Eu treinei isso muitas vezes, e meu treinador me disse para acertar esse chute de esquerda. Virei canhoto por causa dele. Joe Silva, eu quero os US$ 50 mil por essa luta. Esse dinheiro vai mudar a minha vida - disse Samman após o combate.
Eddie Gordon x Josh Samman, UFC 181 (Foto: Getty Images)Josh Samman acerta o chute alto que nocauteou Eddie Gordon no UFC 181 (Foto: Getty Images)


A luta começou com Gordon bloqueando um chute de Samman logo no início, e a luta foi para a grade. Afastado por Gordon, Samman foi novamente para cima e, após uma joelhada na região genital do rival, tentou uma derrubada, mas sofreu o contragolpe e foi derrubado com as costas no chão, com Gordon por cima. Os dois  amarraram o combate no chão e foram ordenados a se levantar. Novamente em pé, Samman tentou dois chutes altos seguidos, e em ambas as vezes sofreu o contra-ataque com cruzados de direita. Mais ativo no duelo, Gordon levou a disputa para o chão e se manteve por cima até o intervalo.
No segundo round, após mais uma vez tentar o chute alto e sofrer um cruzado de direita, Samman mudou a estratégia e chutou as pernas de Gordon, desequilibrando-o e buscando as suas costas, mas conseguiu livrar-se da posição e, mais uma vez, ficou por cima no chão. A luta foi interrompida e, na volta, Samman finalmente encaixou o chute alto de esquerda em cheio na cabeça de Gordon, conseguindo o nocaute e comemorando muito a vitória, conquistada no aniversário de morte de sua namorada.
Não foi da forma que Urijah Faber esperava a conquista da 14ª vitória por finalização ou nocaute no WEC e no UFC, igualando contra Francisco Rivera o recorde de Anderson Silva. Após o seu dedo acertar o olho esquerdo do rival, o "California Kid" aproveitou a desconcentração de Rivera e aplicou um estrangulamento a 1m34s do segundo round, conquistando sua oitava vitória no UFC e a 32ª na carreira, em 39 duelos. Já Rivera sofreu sua quarta derrota em 15 lutas como profissional.
Hospedagem de sites com planos gigantes a partir de R$14,90, 10GB de espaço, 150Gb de tráfego de

Urijah Faber finaliza Francisco Rivera após acertar o dedo no olho do rival

- Eu acabei de ver o replay e vi que meu dedo entrou no olho dele. Não era a minha intenção, e parabenizo Francisco pela luta, que estava muito boa. Me sinto mal por ele, já passei por momentos difíceis assim. É uma infelicidade o que aconteceu - disse Faber, sob vaias dos presentes ao Mandalay Bay.
Urijah Faber x Francisco Rivera, UFC 181 (Foto: Getty Images)Urijah Faber finaliza Francisco Rivera no segundo round do UFC 181 com uma gravata (Foto: Getty Images)
A luta começou com muita movimentação dos dois lutadores, e Faber tomando a iniciativa da luta. Rivera atuava no contra-ataque, e bloqueava os ataques do veterano. Os dois atletas demoravam a encontrar a distância e Rivera, que se mostrava muito sólido e tranquilo, acertava mais golpes em Faber, que encontrava dificuldade para acertar o rival.
Urijah Faber x Francisco Rivera, UFC 181 (Foto: Getty Images)Rivera sente o olho tocado por Faber (Foto: Getty Images)
No segundo round, após um começo idêntico ao do primeiro round, Faber acertou o dedo indicador da mão esquerda no olho esquerdo de Rivera, que sentiu muito e não conseguiu mais se estabilizar na luta. Faber aproveitou a desconcentração do rival e foi para cima de Rivera, aplicando um estrangulamento e conseguindo que a luta fosse interrompida pelo árbitro Mario Yamasaki, que não considerou o toque ilegal, ou intencional.
 
Confira as demais lutas do card preliminar do UFC 181:
Corey Anderson vence Justin Jones por pontos em luta morna
Em uma luta pouco movimentada e sem muita emoção, o peso-meio-pesado Corey Anderson, campeão do TUF 19, venceu Justin Jones - que originalmente é peso-médio e aceitou o combate com apenas 20 dias de antecedência - por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27 e 30-26). Esta foi a quinta vitória do invicto Anderson na carreira, e também a primeira derrota do até então invicto Jones em quatro lutas como profissional.
Corey Anderson x Justin Jones, UFC (Foto: Josh Hedges / Getty Images)Corey Anderson venceu uma luta monótona contra Justin Jones no UFC 181 (Foto: Getty Images)


A luta começou com os dois lutadores se mantendo no centro do octógono, e Anderson aplicando chutes baixos e joelhadas quando a luta foi para a grade. Juston Jones respondia com uma sequência de diretos, que pararam nas luvas de Anderson. O campeão do TUF 19 buscou a derrubada levantando Jones, mas este buscou o pescoço e tentou aplicar a guilhotina, que não deu certo. A luta voltou a ser disputada em pé, e Anderson tentou novamente a derrubada, e mais uma vez foi mal-sucedido. A 30s do intervalo, Anderson ficou por cima no chão e se manteve ali até o fim do round.
No segundo round, de volta à grade, Corey Anderson passou a dominar com mais clareza a luta, aplicando boas joelhadas e, com o clinche do muay thai, mantinha Justin Jones sob controle. Após quase três minuto nesta posição, Jones livrou-se e voltou a lutar no meio do octógono, mas aparentava estar cansado, e não atacava como antes. A 15s do fim do round, Anderson derrubou Jones com muita força e terminou o round por cima no chão.
No terceiro round, mesmo precisando de um nocaute ou uma finalização, Justin Jones mantinha a movimentação e os ataques menos efetivos do que se esperava. Corey Anderson mostrou força ao levantar o rival e andar com ele nos ombros para tentar derrubá-lo, mas acabou perdendo a força e os dois caíram. Mais inteiro fisicamente, Anderson dominava Jones no chão, mas não era contundente. A luta tinha seu ritmo diminuído drasticamente, e os lutadores se mantinham na grade, com Anderson novamente derrubando Jones e se mantendo por cima no chão até o fim do tempo regulamentar.
Raquel Pennington apaga Ashlee Evans-Smith no último segundo do primeiro round
Com um estrangulamento no último segundo do primeiro round, a peso-galo Raquel Pennington apagou e finalizou a estreante - e até então invicta em três lutas - Ashlee Evans-Smith aos 4m59s do primeiro round, conquistando a quinta vitória em nove lutas na carreira, e a segunda vitória em três lutas no UFC.
- Eu sabia que tinha poucos segundos para agir, e cada segundo aqui dentro importa. Tive que ser um pouco bruta ali, e é isso que eu treino, porque se eu não fizer, farão comigo. Sabemos que ela é uma boa lutadora, e é assim que temos que entrar aqui, dispostas a tudo para vencer - disse Raquel Pennington após a luta.
  •  
UFC 181 - Raquel Pennington e Ashlee-Evans Smith (Foto: Robert Laberge / Getty Images)Raquel Pennington apagou Ashlee-Evans Smith no último segundo do primeiro round (Foto: Getty Images)
A luta começou com as duas lutadoras na grade, até que Evans-Smith conseguisse a derrubada, ficando por cima no solo. Oriunda do wrestling, ela não dava espaço para Pennington tentar se levantar. Após ver a rival escalar a guarda para tentar a aplicação de um triângulo, Evans-Smith ergueu Pennington e a jogou no chão, dando-lhe a chance de levantar-se. A luta voltou para a grade, e as duas passaram a se golpear seguidamente. Sangrando muito por ter um ferimento na testa, Raquel Pennington aplicava o clinche do muay thai na rival para limitar a sua movimentação, e a derrubou, dominando suas costas e, nos últimos segundos, aplicando um estrangulamento que fez Evans-Smith apagar no momento em que soou o fim do round, o que determinou que o combate estava encerrado no último segundo do round.
O árbitro não havia assinalado o fim da luta, mas como Evans-Smith não se levantava, a luta foi encerrada e Pennington foi declarada a vencedora por fnalização.
Sergio Pettis supera knockdown e vence Matt Hobar por unanimidade
O peso-galo Sergio Pettis, irmão do campeão dos pesos-leves do UFC, Anthony Pettis, superou um começo desfavorável, no qual sofreu um knockdown com segundos de luta e conseguiu sua terceira vitória no UFC ao derrotar Matt Hobar por decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28 e 30-27), chegando ao 12º triunfo em 13 lutas como profissional. Já Hobar sofreu a terceira derrota em 12 lutas na carreira.
- Devagar eu fui conquistando o meu espaço no UFC. Tenho 21 anos e muito a melhorar ainda. Agradeço a Dana White as oportunidades que venho tendo - disse Pettis após a luta.
UFC 181 - Sergio Pettis x Matt Hobar (Foto: Josh Hedges / Getty Images)Sergio Pettis dominou Matt Hobar completamente e venceu por decisão unânime (Foto: Getty Images)
A luta começou com Pettis sofrendo um knockdown após um cruzado de esquerda de Hobar aos 20s de luta, levantando-se rapidamente e contragolpeando com uma direita, absorvida pelo rival. A luta foi para o chão, e Hobar ficou por cima, mas Pettis evitou o ground and pound usando as pernas. Após sofrer uma pedalada, Hobar caiu na posição de 100kg, mas não conseguiu usar a vantagem da guarda passada e permitiu que Pettis se levantasse e voltasse a lutar em pé. Totalmente recuperado e aproveitando os golpes que deu em Hobar, Pettis se mostrava mais efetivo, mas terminou o round em desvantagem no chão.
Sergio Pettis voltou para o segundo round muito melhor, agredindo Hobar de todas as formas, com chutes altos, cruzados e diretos, fazendo o rival buscar o chão para se proteger. Pettis mantinha a pressão, não dando qualquer chance de reação a Hobar. Na metade do round, de volta à luta em pé, Pettis controlava o combate e mantinha o rival à distância com chutes na linha de cintura e cruzados de direita. Hobar conseguiu bloquear um chute de direita e derrubar o adversário, ficando por cima no chão. Pettis manteve a guarda agressiva, golpeando mesmo por baixo até o intervalo.
No terceiro round, com ampla vantagem no combate, Sergio Pettis aumentou a movimentação e diminuiu a agressividade, deixando para Matt Hobar a responsabilidade de tomar a iniciativa do combate. Lutando com inteligência, Pettis mantinha Hobar à distância, evitando as derrubadas, que haviam sido efetivas nos rounds anteriores. A um minuto do fim da luta Hobar buscou um double leg, que foi defendido, e a luta se manteve em pé até o fim.

Clay Collard abre o card preliminar com vitória sobre Alex White
Na luta de abertura do evento, o peso-pena Clay Collard venceu Alex White por decisão unânime dos juízes (triplo 29-28), recuperando-se da derrota em sua estreia no UFC para Max Holloway e somando a 14ª vitória em 20 lutas na carreira. Já Alex White sofreu a segunda derrota seguida no UFC e na carreira - estreou com derrota para Lucas Mineiro - em 12 lutas.
- Eu amo lutar no UFC, é um sonho que se realiza, por estar um nível acima dos outros. O triângulo é a minha finalização preferida, já botei alguns caras para dormir, mas infelizmente ele conseguiu sair - disse Collard depois da luta.
UFC 181 - Alex White x Clay Collard (Foto: Robert Laberge / Getty Images)Clay Collard abriu o card preliminar do UFC 181 com vitória por pontos sobre Alex White (Foto: Getty Images)
A luta começou com os dois lutadores buscando os chutes no centro do octógono, e Collard levando a luta para a grade. White não se deixou clinchar e voltou para o centro, buscando os ganchos na linha de cintura do rival. Com melhor movimentação, Collard dominava a luta por conectar mais golpes e mantinha White sob domínio com ataques velozes, mas sempre deixando a guarda baixa, se expondo no combate.
Clay Collard voltou ainda mais agressivo no segundo round, distribuindo golpes em sequência e conseguindo um knockdown logo no início. Alex White ficou desorientado e Collard tentou encaixar um mata-leão, mas perdeu a posição e cedeu contra-ataques ao rival, que levantou-se e aplicou joelhadas junto à grade. A luta voltou novamente ao centro, e Collard manteve a agressividade pressionando White até levar a luta para o chão e encaixar um triângulo no chão. Apesar de pressionado, White conseguiu defender o golpe mais uma vez e voltou a lutar em pé, acertando alguns golpes até o intervalo.
No terceiro e último round, Collard voltou aparentando mais cansaço e evitando tomar a iniciativa do combate, deixando a respondabilidade para Alex White. Aproveitando a menor movimentação do rival, White aproveitou para atacar mais, forçando Collard a usar o clinche e gastar o tempo. Após parecer ter sentido um cruzado, Collard aproveitou uma entrada afobada de White e derrubou o rival, ficando por cima no chão. Mesmo cansado, Collard conseguiu defender o golpe e voltar a lutar em pé, buscando o single leg segundos depois. White evitou a queda e derrubou Collard nos segundos finais, terminando o round em vantagem.
Hospedagem de sites com planos gigantes a partir de R$14,90, 10GB de espaço, 150Gb de tráfego de

Leia mais...

domingo, 2 de novembro de 2014

City vence o clássico de Manchester com gol de Agüero

Agüero

Jogando em casa e com o apoio de 47 mil torcedores, o Manchester City bateu o Manchester United por 1 a 0, com gol do argentino Sérgio Agüero. Mais perigoso durante todo o duelo, os comandados de Manuel Pellegrini só conseguiram abrir o marcador aos 17 minutos da etapa final. Yayá Touré lançou Clichy na ponta esquerda, o lateral cruzou rasteiro para Agüero completar para o gol, sem chances para De Gea.

O City já havia tido duas grandes oportunidades para abrir o placar no primeiro tempo, mas ambas pararam no goleiro espanhol. Aos 20 minutos, Navas recebeu livre na área e bateu para grande defesa de De Gea. No minuto seguinte, aos 21, foi a vez de Agüero parar o goleiro espanhol. O camisa 16 recebeu passe na marca do pênalti, mas o camisa 1 do United saiu do gol para abafar a finalização.
Nos minutos finais, o United ainda tentou chegar ao empate, principalmente em bolas alçadas na área para Fellaini e em chutes de Di María, mas a linha de defesa do City conseguiu manter o resultado.
Com o resultado, o City chega a 20 pontos e se mantém na terceira colocação, seis atrás do líder Chelsea, que tem 26, e dois atrás do vice-líder Southampton. O United permanece com 13 e é o sétimo no Campeonato Inglês.
O City volta a campo na quarta-feira (5) pela Liga do Campeões, em casa, contra o CSKA Moscou. Pelo Inglês, na próxima rodada, o United recebe o Crystal Palace no Old Trafford, enquanto o City viaja a Londres para duelar com o Queens Park Rangers.

Leia mais...

sábado, 1 de novembro de 2014

Wolfsburg goleia o Stuttgart fora de casa e encosta na liderança do Alemão

Perisic, De Bruyne e Olic comemoram gol do Wolfsburg na vitória sobre o Stuttgart
Mesmo jogando fora de casa, o Wolfsburg não tomou conhecimento do Stuttgart e venceu os anfitriões por 4 a 0, em duelo válido pela 10ª rodada do Campeonato Alemão. O triunfo coloca a equipe na vice-liderança da Bundesliga, atrás apenas do poderoso Bayern de Munique.
A vitória começou a ser construída cedo, com Perisic abrindo o placar logo aos 15 minutos. O croata assinou belo gol, pedalando para cima da marcação e tocando no canto do goleiro Kirschbaum. Ainda no primeiro tempo, Robin Knoche ampliou, tranquilizando a situação.
Pouco depois da volta do intervalo, os visitantes chegaram ao terceiro gol e mataram qualquer chance de reação do Stuttgart. O belga Kevin de Bruyne, ex-Chelsea, concluindo contra-ataque, foi o responsável por pôr a bola na rede. No fim, Perisic, novamente, fez 4 a 0.
Com o resultado, o Wolfsburg chegou aos 20 pontos, deixando o Bayern de Munique pressionado. O atual campeão da Bundesliga lidera com 21 pontos, mas ainda joga nesta décima rodada, no clássico contra o Borussia Dortmund. O Stuttgart, por sua vez, é 14º colocado.
Na próxima rodada do Alemão, o Wolfsburg recebe o Hamburgo, que neste sábado surpreendeu o Bayer Leverkusen e venceu por 1 a 0. Já o Stuttgart volta a campo contra o Werder Bremen - que também venceu nesta décima rodada, batendo o Mainz, fora de casa.
Veja os resultados de sábado do Campeonato Alemão:
Hamburgo 1 x 0 Bayer Leverkusen
Hannover 1 x 0 Eintracht Frankfurt
Mainz 1 x 2 Werder Bremen
Stuttgart 0 x 4 Wolfsburg
Hospedagem de sites com planos gigantes a partir de R$14,90, 10GB de espaço, 150Gb de tráfego de
DATAHOSTING.COM.BR|DE WWW.DATAHOSTING.COM.BR

Leia mais...

Em jogo de ataque contra defesa, Arsenal faz sua parte e goleia o lanterna Burnley

Com dois gols, Alexis Sanchez comandou a vitória do Arsenal sobre o Burnley
Com show de Alexis Sanchez e comandado por sua linha de ataque, o Arsenal conseguiu bela vitória sobre o Burnley, lanterninha do Campeonato Inglês, por 3 a 0. Dois gols da partida foram marcados pelo atacante chileno, destaque dos Gunners na temporada e o outro, do lateral Chambers.  Com a vitória, o Arsenal chegou à terceira colocação na Premier League, com 17 pontos. 
Hospedagem de sites com planos gigantes a partir de R$14,90, 10GB de espaço, 150Gb de tráfego de
DATAHOSTING.COM.BR|DE WWW.DATAHOSTING.COM.BR


O jogo
A partida já começou em ritmo intenso. Como de costume, o Arsenal dominava a posse de bola, enquanto o Burnley se fechava na defesa, tentando "parar um ônibus" em frente à sua meta.
Aos 13, Welbeck e Alexis Sanchez tabelaram, o inglês driblou um defensor e bateu forte, exigindo grande defesa de Trippier. Pressionando muito, os Gunners voltaram a assustar com Cazorla, aos 24, em chute de primeira que passou muito perto. Mandando no jogo, embora criasse muitas chances, a equipe londrina pecava nas finalizações. Aos 33, novamente Alexis, recebendo de Cazorla, chutou forte e a bola tirou tinta da trave do Burnley. Participativo, o chileno era mais uma vez o grande destaque do Arsenal.
Na volta do intervalo, pouca coisa mudou. Com grande poderio ofensivo, o time de Arsene Wenger era só pressão, mas não conseguia abrir o placar. Com mais de 70% da posse de bola, a equipe não conseguia traduzir o domínio em vantagem no marcador. Aos 14, na melhor chance do começo de segundo tempo, Chamberlain chutou muito forte e a bola assustou o goleiro Heaton. Depois, Cazorla e Sanchez obrigaram novas intervenções do arqueiro.
Até que aos 24, Alexis Sanchez recebeu de Chambers do lado direito, ganhou da zaga e cabeceou forte, para o chão, como manda o manual. A bola estufou as redes no cantinho para abrir o placar. Aí, a porteira do Burnley se abriu. Aos 26, Welbeck tentou chute e a bola sobrou limpa para Chambers completar e ampliar. O jogo parecia se desenhar em uma goleada, mas novamente, os erros de finalização atrapalharam o Arsenal.
No fim, deu tempo para a volta de Theo Walcott, nove meses após sofrer uma lesão no joelho. E em sua primeira jogada, aos 40, o inglês achou Podolski, que completou com força e a bola explodiu na trave. Chambers, de trivela, aos 43, quase fez mais um. Mas ficou para o dono do show fechar o placar: Alexis Sanchez recebeu cruzamento de Gibbs, driblou o zagueiro e bateu para vencer Heaton, 3 a 0 e fatura liquidada para o Arsenal, agora o terceiro colocado do Campeonato Inglês, com 17 pontos.
Hospedagem de sites com planos gigantes a partir de R$14,90, 10GB de espaço, 150Gb de tráfego de
DATAHOSTING.COM.BR|DE WWW.DATAHOSTING.COM.BR

Leia mais...

Com golaço de Oscar e pênalti 'mandrake', Chelsea vence e segue tranquilo na liderança

Oscar Comemora Gol Chelsea QPR Campeonato Inglês 01/11/2014
Esperava-se uma goleada do Chelsea, líder do Campeonato Inglês, sobre o vice-lanterna Queens Park Rangers, mas o que se viu neste sábado em Stamford Bridge foi bem diferente. Os Blues tiveram que suar a camisa e precisaram de um pênalti "mandrake" para ganhar por 2 a 1, pela 10ª rodada da Premier League.
O primeiro gol saiu dos pés do brasileiro Oscar, e foi uma pintura. Aos 32 da etapa inicial, ele recebeu passe de Fábregas na direita e chegou emendando um lindo chute de três dedos, cheio de curva, para bater o incrédulo goleiro Green e fazer a torcida anfitriã explodir de alegria.
Ainda no primeiro tempo, o Chelsea ainda teve duas boas chances de ampliar. Na primeira Diego Costa recebeu em boa condição na área, mas foi travado bem na hora da finalização. Depois, já aos 44, Willian avançou pelo campo adversário e bateu da entrada da área, mas Green fez grande defesa.
Na volta do intervalo, os Bluescozinhavam a partida em banho-maria até os 16 minutos, quando, em um misto de sorte e habilidade, o QPR achou o empate: Fer chegou chutando completamente torto de fora da área, mas, no meio do caminho, o centroavante Austin desviou de calcanhar para marcar mais um lindo gol na partida.
Os Rangers por pouco não viraram logo em seguida, em chute de fora da área do brasileiro Sandro, que passou tirando tinta da trave. O problema para os vice-lanternas, porém, foi que, minutos depois, o árbitro Michael Jones acabou caindo na malandragem de Hazard e propiciou ao Chelsea a vitória.
Aos 30, o belga invadiu a área pela esquerda, procurou o contato com o chileno Vargas, ex-Grêmio, e caiu na área: na visão de Jones, pênalti. O próprio Hazard cobrou com categoria e anotou o tento da vitória dos anfitriões, que ainda viram o goleiro Green fazer mais algumas boas defesas na sequência e impedir um placar mais elástico.
ADRIAN DENNIS/AFP/GETTY IMAGES
Oscar Chuta Gol Chelsea QPR Campeonato Inglês 01/11/2014
Oscar chuta de três dedos para marcar seu golaço
Com o resultado, o Chelsea segue invicto e tranquilo na liderança da Premier League, com 26 pontos, quatro acima do surpreendente Southampton, que, também neste sábado, passou pelo Hull City por 1 a 0.
Já o QPR segue em situação delicada, com apenas sete pontos, na penúltima posição. Para piorar, o próximo adversário do clube é o Manchester City, no sábado, às 15h30 (horário de Brasília).
No próximo sábado, os comandados de José Mourinho fazem jogão contra o Liverpool, em Anfield Road, às 10h45. Antes, porém, os Blues pegam o Moribor, quarta-feira, às 17h45, pela Uefa Champions League.

Hospedagem de sites com planos gigantes a partir de R$14,90, 10GB de espaço, 150Gb de tráfego de
DATAHOSTING.COM.BR|DE WWW.DATAHOSTING.COM.BR

Leia mais...

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Copa do Rei: Sevilha goleia o Sabadell e praticamente se garante nas oitavas


Taça do Rei Espanha: Sevilha goleia e praticamente garante 'oitavos'

O Sevilha, com Diogo Figueiras no “onze” titular, goleou hoje no terreno do secundário Sabadell, por 6-1, e praticamente garantiu o acesso aos oitavos de final da Taça do Rei de Espanha.

Frente ao 17.º classificado da segunda divisão espanhola, Aspas foi a grande figura da formação do Sevilha, ao assinar um “hat-trick”, aos 43, 60 e 90+3 minutos, enquanto os franceses Kolodziejczak e Gameiro, aos 28 e 67, respetivamente, e o ex-benfiquista Reyes, aos 70, construíram o resto da goleada.

Aos 75 minutos, Forga fez o golo de honra do Sabadell, num encontro em que o lateral Diogo Figueira completou os 90 minutos e o guarda-redes Beto não saiu do banco de suplentes.

A segunda mão está agendada para 3 de dezembro, no Sanchez Pijuan.


Antes, o Real Madrid, sem jogadores portugueses, goleou o Cornella, por 4-1, na primeira mão e também ficou com “pé e meio” nos “oitavos”.

Sem Cristiano Ronaldo, Pepe, Fábio Coentrão e alguns dos habituais titulares, o defesa francês Varane acabou por ser a figura da partida, ao marcar dois golos, aos 10 e 36 minutos, enquanto o mexicano Hernandez, aos 53, e o brasileiro Marcelo, aos 75, fizeram os outros dois tentos.

Em Barcelona, no Estádio Power8, “casa” emprestada pelo Espanhol, Oscar Munoz fez o único tento da formação que disputa a segunda divisão B (terceiro escalão).

O encontro da segunda mão está agendado para 2 de dezembro, no Santiago Bernabéu.
Leia mais...

Barcelona vence Espanhol nos penaltis e conquista a Supercopa da Catalunha

Barcelona conquista primeira edição da Supertaça da Catalunha

O Barcelona conquistou hoje a primeira edição da Supertaça da Catalunha em futebol, ao derrotar no desempate por grandes penalidades o Espanhol, após empate 1-1 no tempo regulamentar.

O croata Ivan Rakitic anotou a penalidade decisiva desta edição, depois de um encontro dominado pelo Barcelona na primeira parte, altura em que se adiantou aos 15 minutos, por Piqué, e pelo Espanhol na etapa complementar, tendo chegado ao empate aos 51, por Arbilla.

Nas grandes penalidades, apenas Sandro falhou para os catalães, que marcaram por Xavi, Halilovic, Grimaldo e Rakitic, enquanto pelo Espanhol apenas Victor Sanchez e Jordan marcaram.




Leia mais...

sábado, 30 de agosto de 2014

Mundial de basquete: Brasil bate França no sufoco por lances livres

O Brasil estreou com uma vitória contundente no Mundial de Basquete. Apesar de um começo nervoso, o time comandando por Ruben Magnano aos poucos impôs seu jogo, virou o intervalo na frente e contou com um terceiro quarto inspirado para abrir vantagem e, com um período final seguro apesar de novos vacilos nos lances livres, marcar 65 a 63 contra a França, atual campeã europeia.
O desempenho no garrafão, principalmente no ataque, virou ponto alto da vitória com vantagem de 42 a 30 nos rebotes (16 a 4 nos ofensivos). Estes números acabaram compensando mais um aproveitamento baixo nos arremessos de dois pontos e lances livres (40% a 58%, ambos piores que os franceses).
Nenê pegou oito rebotes e fez cinco pontos na partida
Foto: DanielTejedor / AP
 fundamento que é o calcanhar de Aquiles da Seleção mais uma vez quase colocou uma vitória certa a perder. O Brasil mostrou segurança e em nenhum momento se desesperou no último quarto, mas o que era para ser uma manutenção do resultado com segurança ganhou contornos de sufoco com erros na linha do lance livre. Só no último minuto de jogo Nenê errou dois seguidos e Marcelinho Huertas desperdiçou outro, devolvendo esperanças à França.
Huertas foi o destaque individual do Brasil com 16 pontos e cinco assistências. Tiago Splitter teve desempenho inferior aos amistosos e pegou apenas três rebotes - e fez seis pontos -, mas Anderson Varejão e Nenê Hilário garantiram uma soma de 17 ressaltos (nove e oito, respectivamente) para contribuir na vitória.
O Brasil volta a quadra no domingo para enfrentar o Irã. Vale lembrar que a França joga Mundial sem seus dois principais jogadores, Tony Parker e Joachim Noah. Ainda na primeira fase a Seleçaõ enfrentará Egito, Sérvia e Espanha. Com a vitórias sobre os franceses os brasileiros ganham impulso para brigar pelas duas primeiras posições e evitar confronto duro já nas oitavas.
Marcelinho Huertas foi o cestinha do Brasil. Foto:Jorge Guerrero/AFP 
Splitter esteve abaixo dos companheiros de garrafão. Foto: Jorge Guerrero/AFP
Varejão se destacou com oito pontos e nove rebotes. Foto: Miguel Angel Molina/EFE

Marquinhos fez 10 pontos e foi bem nas infiltrações. Foto: Miguel Angel Molina/EFE



    
Terra
Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Notícias anteriores